Esta matéria faz parte do conjunto de transformações Bairro Carioca
Clique e conheça os detalhes do projeto
10/01/2012 | Social | Bairro Carioca

Bairro Carioca entra na fase final

Mesmo com chuva, trabalho no canteiro de obras segue acelerado. Entrega de mil unidades dos primeiros lotes está prevista para maio de 2012, e a dos restantes para outubro

Sete meses após o início das construções dos primeiros prédios, o Bairro Carioca já tem 60% das fundações prontas e mais de 500 apartamentos em fase de acabamento. As bases das estruturas dos demais prédios já estão sendo reforçadas, com estacas de 30, 40 e 50 centímetros de diâmetro e 12 metros de profundidade.

– Nesse momento, estamos trabalhando na escavação e retirada de entulhos dos lotes 5 e 6, que são os mais problemáticos.  Nós encontramos restos de construções, bases de concreto, estruturas metálicas de antigos galpões, que estamos tendo que remover para que o equipamento que faz as fundações profundas possa trabalhar – esclarece Rodrigo Neiva, engenheiro responsável pelas obras.

De acordo com Neiva, a previsão é que até maio de 2012 sejam entregues aproximadamente mil unidades habitacionais da primeira f ase da obra, que inclui os lotes 1, 2, 3, 5 e 6. Os 1.240 apartamentos da segunda e última etapa do empreendimento têm entrega prevista para outubro de 2012.

Blocos já pintados nos lotes 1 e 2: no pico de trabalho, 16 apartamentos são terminados por dia

Após a conclusão dos primeiros imóveis, os novos moradores não precisarão se preocupar em dividir espaço nas ruas com caminhões e tratores, já que os trechos ainda em construção ficarão isolados por tapumes.

Pequenos imprevistos, no entanto, ampliaram o cronograma dos trabalhos. A longa temporada de chuvas foi um deles, já que os terrenos barrentos e alagadiços dificultam a movimentação das máquinas.

– Esse período de chuvas nos deixou em uma situação delicada. A nossa previsão era entrar agora, em janeiro, com toda parte de rede de água, esgoto, drenagem, pavimentação e toda a parte de urbanismo. Mas nós acreditamos que a partir de fevereiro isso já seja possível. Nada que a técnica não possa resolver – diz o engenheiro.

Uma das poucas obras a utilizar o sistema de formas de alumínio na construção dos prédios, O Bairro Carioca também serviu para qualificar mão-de-obra. O engenheiro explica que boa parte dos operários foi submetida a capacitação para desempenhar suas funções.

– Nós estamos treinando as equipes para que consigam trabalhar com esse sistema construtivo, para a gente conseguir atingir a quantidade de apartamentos/dia estipulada – considera Neiva, ressaltando que os operários estão trabalhando em três turnos.

Notícia Anterior
Padrão europeu nas calçadas do Porto Maravilha
Próxima Notícia
Origens africanas preservadas no Porto