Esta matéria faz parte do conjunto de transformações Bairro Carioca
Clique e conheça os detalhes do projeto
08/03/2012 | Social | Bairro Carioca

Mulheres olímpicas constróem um novo Rio

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o Cidade Olímpica relembra aqui matérias que têm como protagonistas mulheres que se destacam no processo de reconstrução do Rio, nos preparativos para os Jogos de 2016

O dia a dia das mulheres no canteiro de obras do Bairro Carioca

Antônia Rodrigues, de 37 anos, e Cristian Agapito, de 25, são exemplos de trabalhadoras que põem a mão na massa para ajudar a erguer prédios do empreendimento em Triagem

Em vez de agulhas e máquina de costura, um tripé e um bastão chamado de prisma. Não faz nem seis meses que a costureira Antônia Maria Rodrigues, de 37 anos, trocou as medidas de busto, cintura e quadril das clientes pelas larguras dos terrenos em que avalia a topografia de uma construção. Foi tempo suficiente para ela concluir: lugar de mulher também é na obra. E, no caso dela, no canteiro do Bairro Carioca, em Triagem. Continue lendo

Executiva destaca a importância de projetos como o ensino de inglês na educação básica, além da reurbanização do Porto e do Morar Carioca e a revolução do transporte com o BRT

*

‘O Rio está se passando a limpo’

Presidente da Empresa Olímpica Municipal, Maria Silvia Bastos Marques fala dos desafios, expectativas e satisfação de ocupar a gerência do trabalho de mudanças no Rio para 2016 e do legado que os Jogos vão deixar para a cidade

Superar obstáculos administrativos, coordenar trabalhos que, por vezes, passam por diversas secretarias municipais, fazer os cariocas se engajarem na construção de uma nova cidade e, enfim, pôr de pé o sonho olímpico dos Jogos do Rio 2016. Não são poucas nem fáceis as atribuições da economista Maria Silvia Bastos Marques como presidente da Empresa Olímpica Municipal, cargo que ocupa desde o início de agosto de 2011 e, segundo a própria, já lhe tira o sono. Continue lendo

*

Rio ganha Centro de Treinamento para atletas olímpicos

O Rio dá mais um passo importante rumo ao sucesso nas Olimpíadas de 2016. Parceria entre a Prefeitura e o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) permite a criação de uma sala de treinamento para atletas de alto desempenho no Parque Aquático Maria Lenk, na Barra da Tijuca

Integrante do Time Rio, Natália Falavigna, atleta do tae-kwon-do, já classificada para as Olimpíadas de Londres, comemora o início das operações do Centro de Treinamento. Outras atletas, como Rosângela Santos, Barbara Leôncio e Evelyn Santos também serão beneficiadas pelo espaço, que conta com equipamentos de última geração para condicionamento físico. Continue Lendo

*

Pensão faz sucesso entre operários no Morro da Providência

Com a grande movimentação de operários na comunidade, empenhados nas transformações do Morar Carioca, dona Ana enxergou uma oportunidade de ganhar dinheiro vendendo quentinhas aos trabalhadores

Moradora do Morro da Providência há mais de 30 anos, Ana Maria dos Santos está dando a maior força para as obras do Morar Carioca na comunidade. Literalmente. Dona da Pensão Sabor de Ana’s, ela alimenta todos os operários que trabalham na região, em três canteiros de obra. Além de fazer o café da manhã do pessoal, a simpática Kat, como é conhecida na favela, fornece, diariamente, 500 quentinhas para os homens e mulheres responsáveis pelas mudanças radicais que vão dar maior qualidade de vida para o Morro da Providência. Dona Ana mantém ainda um restaurante na parte baixa da comunidade que atende moradores locais, gente que trabalha na Cidade do Samba, engenheiros da obra, policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e turistas. Continue lendo

*

Mergulho na arte com olhar privilegiado no Porto Maravilha

Desde resquícios da história da Região Portuária até desafios de engenharia, obras do MAR e da Escola do Olhar representam uma verdadeira aula de Rio

A arquiteta Cláudia Coutinho, coordena aproximadamente 300 funcionários, entre peões e arqueólogos, todos empenhados em dar forma a um novo espaço dedicado às artes na cidade. O Museu de Arte do Rio ocupará os prédios do Palacete Dom João VI e do antigo Hospital da Polícia Civil, na Praça Mauá. Mesmo com o trabalho pesado de desconstrução do prédio onde será instalada a Escola do Olhar, porta de entrada do MAR, já é possível imaginar no que os ambientes amplos se transformarão até o fim de 2012. Continue lendo

Notícia Anterior
Rio apresenta projeto do campo de golfe olímpico a membros do COI
Próxima Notícia
Vilas de Árbitros e Mídia começam a surgir