Esta matéria faz parte do conjunto de transformações Porto Maravilha
Clique e conheça os detalhes do projeto
20/04/2012 | Infraestrutura | Porto Maravilha

O olhar de 18 jovens sobre o novo Porto

Exposição "Um Porto de Cidadania" traz o olhar de fotógrafos moradores da região sobre as obras do Porto Maravilha com mais de 50 imagens

Capturar as imagens da transformação do Porto. Este foi o principal foco das oficinas que deram origem à exposição “Um Porto de Cidadania – A fotografia como testemunha da transformação”, em cartaz no Centro de Cultura e Cidadania até o próximo dia 30. No armazém construído em 1871, cerca de 50 fotografias mostram, através do olhar crítico de 18 jovens, as mudanças pelas quais a região portuária da cidade vem passando graças ao processo de revitalização.

– É muito legal quando você vê o jovem da região apreciando um lugar para o qual ele não ligava antes – conta o fotógrafo Maurício Hora, curador da mostra e idealizador das oficinas que deram origem à exposição.

Galpão da Ação da Cidadania abriga exposição com imagens das obras no Porto

O trabalho com os jovens, moradores das comunidades da Providência, Pinto e Conceição, teve início em abril do ano passado, quando as oficinas começaram. O ritmo acelerado das obras fez com que os alunos visitassem canteiros, ruas e comunidades em processo de revitalização praticamente todos os dias.

Para chegar às fotos que compõem a exposição, Maurício e o fotógrafo assistente Nem Queirós tiveram um trabalho árduo. As oficinas geraram cerca de cinco mil imagens. Destas, mil foram consideradas aptas a fazerem parte da mostra e, finalmente, 50 foram selecionadas para fazer parte da exposição.

O resultado dessa documentação visual pode ser conferido também do lado de fora do Centro de Cultura, onde fotos em dimensões gigantescas, algumas com mais de 15m, coladas na fachada do armazém pelos próprios alunos, ambienta o público que chega ao local.

Mas nem só de tratores e canteiros de obras é feita a exposição. Imagens que retratam o cotidiano dos moradores da região, como um menino que brinca de pião na rua ou uma mulher costurando a bandeira do Brasil, mostram que a beleza supera o caos.

– O principal sentido desta exposição é mostrar para estes jovens que eles fazem parte desta mudança, que fazem parte disso tudo e precisam entender o que é, o que pertence a eles, enfim, todo o processo de mudança – explicou Hora.

A exposição “Um Porto de Cidadania” fica em cartaz até o próximo dia 30, sempre de 2ª a 6ª, das 10h às 17h, no Centro Cultural Ação da Cidadania, na Avenida Barão de Tefé, 75 – Saúde. A entrada é franca.

Notícia Anterior
Prefeitura lança Plano Estratégico da Cidade
Próxima Notícia
Obras transformam antiga Via Trilhos