Esta matéria faz parte do conjunto de transformações Porto Maravilha
Clique e conheça os detalhes do projeto
23/03/2012 | Infraestrutura | Porto Maravilha

Rampas vão ligar Binário do Porto ao Gasômetro

Rampas de acesso farão a ligação com a Rua Equador e com a antiga via trilhos. Obras darão cara nova à região, com um cuidado especial para a urbanização, incluindo a construção de um boulevard

Um acesso mais fácil à Zona Portuária e ao Centro da Cidade: é o que promete o novo complexo viário que está sendo construído pelo Projeto Porto Maravilha, entre o Viaduto do Gasômetro e as avenidas Rio Branco e 1º de Março. O caminho, hoje possível apenas pelo Elevado da Perimetral e Av. Rodrigues Alves, vai ganhar o importante reforço do Binário do Porto.

As obras do Binário, via que irá substituir o Elevado – com previsão para ser desmontado até 2015 -, começaram no ano passado pela Av. Venezuela, com a implantação de novas redes de drenagem de águas pluviais e urbanização especial. Agora, uma nova frente de obras, aberta em fevereiro deste ano, vai criar as ligações da nova avenida com o Viaduto do Gasômetro, atrás da Rodoviária Novo Rio.

Rua Comandante Garcia Pires, ao lado da Rodoviária Novo Rio, foi deslocada 30 metros para a direita

– Esse é um lugar muito importante dessa obra, porque é justamente onde vão ser construídas as novas rampas que vão ligar o Viaduto do Gasômetro ao Binário. Essas rampas vão fazer a ligação com a Rua Equador e com a antiga via trilhos, pegando um trecho ainda da Rua da Gamboa, passando pelo Túnel da Saúde, ganhando o outro lado da via trilhos e da Venezuela, para chegar às avenidas Rio Branco e a 1º de Março – explica Alberto Silva, assessor da presidência da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto (CDURP).

A primeira mudança vista na área que vai receber as novas rampas foi a reconstrução da Rua Comandante Garcia Pires, deslocada 30 metros para a direita. A antiga rua será usada para receber a estrutura de descida do Gasômetro. A rampa de subida passará por uma parte do pátio de manobra de ônibus dos fundos da Rodoviária Novo Rio.

– Um dado importante é que essa nova avenida vai ter três pistas. Hoje, a Rodrigues Alves tem um trecho muito largo, mas é praticamente toda em duas. Então, a gente vai ter um aumento da capacidade de fluxo com o Binário de 50%. Se você soma a isso as mudanças que estão acontecendo na região – a do transporte coletivo, com o BRT, o deslocamento das entradas do Porto para o Caju – a gente vai ter uma situação de trânsito muito melhor no futuro, sem contar com a introdução do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) na região em substituição aos ônibus – acrescenta Alberto Silva.

Além de todas as mudanças no trânsito, o Binário do Porto promete dar cara nova à região, com um cuidado especial para a urbanização. Entre as novas áreas que serão dedicadas ao pedestre está um boulevard, a ser construído entre a Rua Equador e a via trilhos. Toda a transformação viária do Porto deverá ser concluída no segundo semestre de 2015, o que inclui a desmontagem da Perimetral.

Notícia Anterior
Rio terá investimentos para TransBrasil e VLT
Próxima Notícia
Transcarioca mais próxima do Galeão