Morar Carioca
Inclusão social e reintegração urbana. Um projeto que vai levar acessibilidade, saúde, educação, cultura e consciência ambiental a todas as comunidades do Rio
Morar
Sobre o Projeto

Em uma cidade cercada por comunidades, o Morar Carioca representa uma verdadeira revolução no conceito de integração social. O programa, que tem como proposta a urbanização de todas as favelas do Rio até 2020 e é um dos mais importantes legados olímpicos da cidade, já beneficia 73 comunidades. Mais do que apenas novas unidades habitacionais, o Morar Carioca representa o maior projeto de urbanização popular da história do país e contempla as áreas de infraestrutura, paisagismo, implantação de áreas de lazer e equipamentos educacionais, oferecendo maior conforto e dignidade a moradores das áreas mais carentes da cidade. O projeto tem foco na inclusão social,  promove a integração urbana e social, implantando infraestrutura, equipamentos públicos e serviços, além da regularização urbanística e fundiária nas comunidades carentes.

O que é?

Criado em 2010, o programa Morar Carioca representa uma revolução social para o Rio. Seu objetivo é urbanizar e integrar socialmente, até o ano de 2020, todas as comunidades da cidade. Para isso, conta com R$ 8,5 bilhões em investimentos que contemplam as áreas de infraestrutura, paisagismo, lazer e moradia. Atualmente o programa está presente em 55 comunidades, gerando conforto e dignidade para mais de 295 mil pessoas.

O Rio Ganha. Você Também.

Braço sustentável do Morar Carioca, o Morar Carioca Verde está mudando a paisagem dos morros Babilônia e Chapéu Mangueira, no Leme, Zona Sul da cidade. O projeto pioneiro foi implantado em 2010 como uma espécie de laboratório nas duas comunidades e hoje já se encontra em fase adiantada de obras. Na comunidade da Babilônia, 16 das 111 unidades habitacionais já foram entregues aos moradores reassentados que antes se encontravam em área de preservação ambiental ou foram relocados pelas obras. Também foi construído um deck com piso de material reciclado e um mirante.

Entre as medidas de sustentabilidade adotadas nas comunidades estão a utilização de materiais alternativos que não impermeabilizam o solo. Os apartamentos possuem estrutura metálica reciclada, sistema de reuso de água das chuvas, esgotos tratados nos vasos sanitários e medidores individuais de água.

Toda a iluminação das comunidades está sendo substituída por lâmpadas de LED, além da implantação de coleta seletiva de lixo e utilização de energia solar.

Onde fica

Projetos Interligados
  • Morar Carioca Verde

    Conheça o Projeto

    As comunidades da Babilônia e Chapéu Mangueira, no Leme, são as primeiras a serem beneficiadas com o projeto Morar Carioca Verde, que ergueu na região unidades habitacionais construídas graças à utilização de técnicas de sustentabilidade como o reaproveitamento de água das chuvas, aquecimento solar lâmpadas econômicas, sensores de presença nas áreas comuns e maior conforto técnico e acústico. As primeiras 16 unidades habitacionais possuem dois quartos, sala, cozinha e banheiro, em um total de 45 metros quadrados de área. Ao todo 117 apartamentos serão entregues a moradores que atualmente vivem em área de proteção ambiental. O prédio é a primeira construção habitacional em todo o país a conquistar o selo azul da Caixa, classificação Ouro.

    Morar Verde

    Links Relacionados

  • Teleférico da Providência

    Conheça o Projeto

    Primeira favela do Rio, o Morro da Providência contará em breve com uma grande transformação urbana e social: um teleférico, nos moldes daquele construído no Complexo do Alemão, na Penha. As nove torres já foram erguidas e os cabos foram içados desde a Central do Brasil, passando pelo alto do morro e desembocando em frente à Cidade do Samba, num total de 721 metros de extensão. O sistema contará com cabines confortáveis, com capacidade para até 10 passageiros e transportar em torno de 1 mil pessoas por hora. Na estação Américo Brum, em cima da comunidade, haverá elevadores, banheiros e bares. O sistema compõe uma série de obras que estão sendo feitas na comunidade por conta do projeto Morar Carioca, que já reurbanizou as ruas e construiu toda a infraestrutura necessária ao fornecimento de água e coleta de esgoto.

    Estrutura do teleférico no alto do Morro da Providência, tendo ao fundo o relógio da Central do Brasil

    Links Relacionados